6 filmes imperdíveis para quem gosta de psicologia



Filmes sobre psicologia podem ajudar as pessoas a aprender mais sobre conflitos psicológicos e transtornos mentais, e o papel dos psicólogos nessas situações.


Embora muitos filmes exagerem a imagem dos transtornos mentais e tornem as histórias que contam mais interessantes, algumas narrativas não se afastam muito da realidade e oferecem oportunidades de aprendizado.


É importante citar que assistir a filmes é um momento de relaxamento e diversão para os indivíduos e para toda a família. Além disso, certos filmes podem nos encorajar a refletir sobre todos os aspectos de nossas próprias vidas e nos ajudar a perceber que, de fato, existem soluções para nossos problemas!


Pensando nisso, separamos 6 recomendações de filmes de psicologia para você relaxar no final de semana e aprender lições sobre a importância da saúde mental e do tratamento. Confira!


1. O lado bom da vida (2012)


Pat (Bradley Cooper) é enviado para um hospital psiquiátrico por tentar matar o amante de sua esposa. Após sua libertação, ele voltou para a casa de seus pais e precisou aprender a se adaptar à sua vida após o incidente.


Lá, ele conheceu Tiffany (Jennifer Lawrence), que também era considerada louca por seu comportamento exuberante. À primeira vista, pode ser entendido como um filme que retrata a relação entre duas pessoas "lunáticas".


No entanto, a história mostra que Pat e Tiffany têm traumas, inseguranças e dilemas emocionais que afetam seu comportamento. À medida que a conexão entre eles se aprofunda, os dois se ajudam a encontrar o equilíbrio na vida.


2. Soul (2020)


Soul é uma das últimas animações da Disney e, nos filmes de psicologia, é a escolha perfeita para assistir com as crianças nos fins de semana.


A história conta a jornada do professor de música do ensino médio Joe Gardner para se tornar um músico de jazz. No mesmo dia em que teve a oportunidade de ouro de atuar na lama de um conhecido artista, sofreu um acidente.


Por isso, a sua alma é enviada ao “Seminário Você”, onde se desenvolve e adquire paixão (ou propósito de vida) antes de ser enviada à terra. Neste locali, a tarefa de Joe é ajudar a alma 22 a encontrar sua paixão enquanto tenta retornar à vida na terra.


O resumo pode parecer complicado, mas a Disney tem um talento especial para transformar temas complexos em simples. Esse é um lindo filme que enfatiza a importância do autoconhecimento e da valorização da pouca felicidade da vida, mesmo que você não tenha paixão ou saiba o que é, assim como o papel de Alma 22.


3. Para sempre Alice (2014)


"Para sempre Alice" conta a comovente história da famosa professora de linguística Alice Howland (Julianne Moore) que sofre repentinamente da doença de Alzheimer. Aos poucos, Alice esqueceu algumas palavras da conversa, perdeu-se nas ruas de Nova York e não consegue completar serviços domésticos, pois esquece como executá-los.


Aos 50 anos, ela foi diagnosticada com a doença de Alzheimer, uma doença rara para sua idade. Este filme permite compreender como é estar na pele de uma pessoa com doença de Alzheimer e despertar a empatia das pessoas por esta doença.


Além disso, também enfatiza o papel da assistência domiciliar, ao mesmo tempo em que descreve como essa difícil situação afeta toda a família. Na vida real, é importante que familiares e cuidadores recebam tratamento para obter informações sobre a situação e compreender o papel do psicólogo no cuidado da saúde mental dos familiares.


4. Divertida Mente (2015)


Outra animação da Disney que vale a pena curtir com toda a família é Divertida Mente. Este filme conta a história de Riley, uma menina que se mudou para outra cidade e precisa aprender a se adaptar à sua nova realidade.


Para as crianças, essa mudança é complicada porque elas precisam se adaptar a novas comunidades, novas escolas e fazer novos amigos.


O que torna este filme único são as emoções de Riley - alegria, medo, raiva, nojo e tristeza - que tentam aliviar o estresse desse processo enquanto trabalha no centro de comando de sua mente.


Junto com eles, entendemos como nossas emoções afetam nosso comportamento e descobrimos a importância de sentir todas as emoções, mesmo as negativas.

5. O mínimo para viver (2017)


Neste filme, Ellen (Lily Collins) lida com um dos transtornos alimentares mais comuns entre os jovens em todo o mundo: a anorexia. Como é impossível viver sem os sintomas desta doença, Ellen passa a maior parte do tempo em depressão.


No entanto, quando conhece o médico William Beckham (Keanu Reeves) e seu método não convencional de ajudar jovens com transtornos alimentares, Ellen enfrenta uma nova oportunidade de recuperar a felicidade. Este filme mostra vários tipos de transtornos alimentares, como bulimia e bulimia, e como a depressão afeta as pessoas com esses transtornos.


Há sempre uma maneira de buscar ajuda e tornar a vida mais agradável, mesmo quando tudo parece perdido. Esse é um dos filmes sobre psicologia que deixa claro o papel dos especialistas no cultivo da saúde física e mental.


6. Cake - Uma Razão para Viver (2014)


Interpretada por Jennifer Aniston, Claire Simmons é uma mulher depressiva cuja vida se modificou para sempre após um acidente de carro. Ela tem uma vida solitária e amargurada desde então. Sua única companhia é sua empregada Silvana (Adriana Bezerra).


Um dia, Claire decide buscar um grupo de apoio para pessoas que sofrem com dores crônicas e descobre que um dos membros, Nina (Anna Kendrick), se suicidou. A partir disso, Claire passa a investigar a vida de Nina e desenvolve uma relação com o seu ex-marido e filho.


Os detalhes do acidente que viveu são lentamente revelados. Assim como O Lado Bom da Vida, este filme destaca a importância de formar laços de qualidade para cuidar da saúde mental.


Lembre-se que os filmes podem nos ensinar muito, principalmente por abordar uma maneira peculiar de explicar acontecimentos. Se você se identificou em alguma situação acima e entendeu que precisa de ajuda médica, contate um de nossos psicólogos.



10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo