Borderline: o que é, sintomas e tratamento


Você já teve a sensação de que uma alegria contagiante se transformou em tristeza em questão de segundos? Ou mesmo que o amor desenvolvido por uma pessoa virou ódio por conta de uma atitude que foi interpretada como traição? Se sim, este post foi feito para você!


A Síndrome de Borderline, também conhecida como transtorno de personalidade limítrofe, é caracterizada pelas alterações repentinas de humor, receio em ser abandonado pelos colegas e por atitudes compulsivas, como usar o orçamento do mês em coisas supérfluas.


Dessa forma, pessoas diagnosticadas com a Síndrome de Borderline têm comportamentos compulsivos, bem como gastar dinheiro sem necessidade e comer descontroladamente. Além disso, elas apresentam quadros de instabilidade de maneira constante e contínua.


Pensando na importância de falar sobre a Síndrome de Borderline nos dias atuais, preparamos um conteúdo completo para que você possa esclarecer todas as suas dúvidas e entender sobre os seguintes assuntos:


  • O que é a Síndrome de Borderline?

  • Quais são os sintomas da Síndrome de Borderline?

  • Como tratar a Síndrome de Borderline?

O que é a Síndrome de Borderline?


De forma geral, a Síndrome de Borderline é o transtorno de personalidade causado por mudanças no jeito de ser, sentir e se relacionar de um indivíduo. Trata-se de um transtorno mental que foge dos padrões de comportamento considerados ''saudáveis'' ou ‘’normais’’.


Além disso, pode-se observar que a Síndrome de Borderline causa instabilidade contínua no humor, comportamento, auto-imagem e funcionamento do indivíduo. Entre os sintomas mais comuns, é possível destacar a sensação de inutilidade, insegurança e impulsividade.


Sendo assim, as variações de humor provocadas pelo transtorno de Borderline resultam em ações impulsivas e na construção de relacionamentos instáveis, sejam eles interpessoais ou intrapessoais. Com isso, nota-se, inclusive, a dificuldade de manter relações saudáveis.


É importante ressaltar que a Síndrome de Borderline é um dos transtornos comportamentais mais lesivos, uma vez que pode acarretar em quadros de automutilação, abuso de substâncias e agressões físicas. Além disso, cerca de 10% dos pacientes cometem sucídio.


Quais são os sintomas da Síndrome de Borderline?


Como mencionamos anteriormente, pessoas Borderline podem sofrer alterações extremas e repentinas de humor e, na maioria dos casos, demonstram incertezas sobre quem são. Como consequência, seus interesses e perspectivas de vida podem mudar com o tempo.


Por vezes, esta síndrome é confundida com outras doenças psíquicas, como a esquizofrenia ou doenças bipolar. No entanto, os sintomas são diferentes, bem como suas características. Os sinais principais da Boderline incluem:


1. Necessidade de nunca se sentirem sozinhas


O indivíduo diagnosticado com Borderline aplica esforços constantes para amenizar um sentimento de rejeição que, por sua vez, pode ser real ou imaginário.


Dessa forma, o medo de abandono gera uma necessidade enorme de jamais se sentirem sozinhas, rejeitadas ou sem apoio.


2. Relações intensas e instáveis


É comum observar um padrão de relações intensas e instáveis com familiares, amigos e entes queridos na pessoa Borderline. Na maioria das vezes, este estágio de ‘’adoração’’ transcorre por fases repentinas de amor (idealização) a extrema fúria (desvalorização).


A impulsividade também é uma característica da Síndrome de Borderline. Trata-se de uma forma em que o indivíduo idealiza pessoas, se apaixona e desapaixona em questão de segundos. Desenvolvem admiração e desprezo rapidamente.


3. Auto-imagem distorcida


Outro sinal extremamente predominante da Síndrome de Borderline é a auto-imagem distorcida em relação a si mesmo. O paciente não consegue se enxergar da forma que é, criando contextos distorcidos para suas atividades e comportamentos.


Vale ressaltar que a pessoa Borderline apresenta quadros de baixa autoestima e, em alguns casos, é insegura em relação ao seu corpo.


4. Comportamentos impulsivos


Comportamentos impulsivos são geralmente muito perigosos. Eles representam gastos excessivos e comportamentos extremos, como praticar sexo sem proteção, abusar de alcool e drogas, dirigir de forma imprudente e compulsão.


5. Atitudes suicidas


Atitudes suicidas recorrentes e ameaças de ações autodestrutivas também são sintomas da Síndrome de Borderline. É possível acompanhar casos de pessoas que se machucam, queimam, furam e cutucam o próprio corpo por vontade de sentir dó de si mesmas.


6. Sentimentos de vazio e solidão


Um dos sintomas mais comuns do transtorno de Borderline são os sentimentos de vazio e solidão. Os pacientes possuem um grande medo de rejeição. Por isso, pequenos indícios de rejeição causam um desequilíbrio emocional desproporcional à situação.


Há uma lista de outros sintomas que compõem o quadro de Borderline. Entre os demais que são recorrentes no contexto de sentimentos, é possível citar:


  • Humor intenso e altamente variável;

  • Fúria, raiva ou ódio intensos;

  • Presença de pensamentos ou atitudes irreais.

Como tratar a Síndrome de Borderline?


Por fim, vale mencionar que há, sim, tratamentos para a Síndrome de Borderline. Eles podem ser divididos em sessões de psicoterapia, que podem ser realizadas individualmente ou em grupo (dependendo da necessidade e diagnóstico do paciente).


Geralmente, a terapia comportamental é a mais utilizada em pessoas Borderline, uma vez que trata diretamente de quadros suicidas. Além disso, a terapia cognitivo-comportamental também é uma grande aliada, visto que reduz as alterações de humor e a ansiedade.


Outro método recomendado é o tratamento com base em remédios, que embora não seja a única ou a principal forma de tratamento, devido aos seus efeitos colaterais, podem contribuir para a redução de sintomas.


E você, conhece alguém que possui o transtorno de Boderline? Já tinha ouvido falar sobre a síndrome? Deixe aqui seu comentário e conte a sua experiência para nós!

6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo