Como identificar se você tem dificuldade para aprender?



Ter uma deficiência de aprendizagem não é apenas frustrante. Também é restritivo e, em alguns casos, constrangedor. Erros cometidos devido a deficiências no processo de aprendizagem podem chamar a atenção indesejada daqueles que não entendem os problemas que os outros enfrentam.


Além disso, as pessoas com dificuldade não entendem porque é tão difícil concluir determinadas atividades. Para outros, tudo parece mais fácil. Os contratempos constantes acabam por dificultar a oportunidade de aprender, trabalhar e abraçar oportunidades interessantes.


Felizmente, esses problemas têm soluções. Quem não tem uma boa relação com o aprendizado pode reverter essa situação por meio da psicoeducação!


Mas, antes de tudo, é preciso aprender a distinguir os sinais de déficits de aprendizagem.


O que são dificuldades de aprendizagem?


Dificuldades de aprendizagem são caracterizadas por quaisquer problemas que crianças e adultos tenham com o processo de aprendizagem. Pode estar ligado à capacidade de realizar cálculos, interpretar texto, escrever, fazer trabalhos manuais, expressar-se de forma consistente e muito mais.


Quando uma dessas habilidades está faltando, o processo de aprendizagem é mais doloroso. Inclusive, pessoas com essa dificuldade podem se recusar a estudar, se preparar para entrar no mercado profissional e não sentem confiança para realizar atividades simples.


Essas dificuldades requerem investigação por parte de psicopedagogos e profissionais de psicologia especializados, para que se possa realizar uma avaliação completa.


Dessa forma, é possível determinar se estão associados a alguma dificuldade de aprendizagem e definir o tratamento de acordo com a faixa etária e estilo de vida do indivíduo.


Como a dificuldade de aprendizagem afeta as pessoas?


Além de dificultar o processo de aquisição e interpretação do conhecimento, as dificuldades de aprendizagem resultam em momentos embaraçosos.


As pessoas muitas vezes não entendem porque os cálculos, a escrita e/ou a leitura de algumas pessoas são complicadas. Julgam seus próprios erros ou atrasos na realização de determinadas atividades, interpretando essas dificuldades como ineficiência, malícia ou preguiça.


Por causa disso, as pessoas com problemas de aprendizagem se sentem mal por não conseguirem se comportar da mesma maneira. Muitas vezes eles se vêem como inferiores e pensam que merecem ser rotulados como incompetentes.


O que essas pessoas não sabem é que suas dificuldades podem estar relacionadas à falta de diagnóstico de dificuldade de aprendizagem. Dessa forma, atribuem erros e incompetência à personalidade.


Esse é um perfil comum entre os adolescentes, jovens e adultos que buscam o psicopedagogo em busca de solução para os seus problemas.


Quais são os sinais da dificuldade de aprendizagem?


Como identificar um problema de aprendizagem? Como saber que não é uma característica intrínseca da personalidade, mas, sim, um transtorno de aprendizagem?


Neste conteúdo, separamos alguns sinais comuns de quem tem dificuldade de aprendizagem. Confira a seguir!


Você não consegue se concentrar


É preciso muito esforço para se concentrar em um único objeto por um longo tempo. Sua mente muda de direção à medida que você estuda, recebe instruções, assiste a vídeos ou filmes e lê.


Geralmente, o indivíduo que tem dificuldade de aprendizagem é conhecido por se distrair em conversas. É comum, inclusive, que recebam o título de “pessoas que vivem no mundo da lua”.


Quando se trata de estudos, a desatenção excessiva o impede de absorver todas as informações necessárias para completar o raciocínio. Esta dificuldade de aprendizagem é frustrante e costuma fazer as pessoas pensarem que são incompetentes.


Você leva tempo para fazer cálculos


O pensamento de fazer cálculos deixa você desconfortável. Você não pode fazer contas de cabeça, mesmo as mais simples. Você precisa de uma calculadora ou um pedaço de papel para organizar seus pensamentos.


Quando você tenta fazer cálculos sem essas ferramentas, você se perde nas regras de adição, subtração, multiplicação, etc. Além disso, você pode ter dificuldade em identificar números, determinar quais números em uma equação têm mais valor e entender a função de alguns desses números, como zero.


Evitar atividades que exijam conhecimentos matemáticos ou que exijam contagem é um comportamento comum para pessoas com essa dificuldade de aprendizado.


Você lê com dificuldade


A leitura é feita com esforço. As palavras parecem estar embaralhadas na sua frente. Você precisa reler a mesma frase várias vezes para diferenciar as letras e continuar lendo. Essa dificuldade pode interferir na leitura de documentos e livros, prejudicando o desempenho profissional e acadêmico.


Outra característica dessa dificuldade de aprendizagem é a incompreensão do texto. Você precisa gastar algum tempo identificando os argumentos, metáforas e fatos apresentados no roteiro escrito.


Em virtude disso, preencher documentos ou dar início a um procedimento junto ao governo, o qual possui muita burocracia, é pouco confortável.


Você demora para escrever com coerência


Organizar a escrita do pensamento é um desafio. Você reserva um tempo para escrever seus próprios devaneios e impressões e resumir o que acabou de aprender. Porém, tem dificuldade em lembrar o vocabulário e entender as regras de ortografia. Assim, suas frases parecem extremamente complicadas.


Além disso, erros são frequentes em seus textos, redações, relatórios ou trabalhos acadêmicos.


Como diminuir as dificuldades de aprendizagem?


Se você se sentiu representado neste artigo, fique tranquilo! Qualquer uma das dificuldades acima pode ser trabalhada com o auxílio do psicopedagogo.


Esse profissional realiza uma avaliação psicoeducativa do perfil de uma pessoa com problemas de aprendizagem. Baseia-se na análise dos resultados dos exames e aconselhamento em que o paciente expressa suas frustrações.


Os resultados dessa avaliação indicam a presença de uma dificuldade de aprendizagem ou de uma condição psicológica que também interfere no processo de aprendizagem. Alguns distúrbios psicológicos afetam diretamente a capacidade das pessoas de se concentrar e reter informações.


Entretanto, eles não têm associação direta com a aprendizagem. Outros sintomas, como mudanças de humor, pensamentos desconexos e pessimismo, também estão presentes nesses casos.


Alguns dos transtornos que afetam a aprendizagem são:

  • Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH);

  • Discalculia (dificuldade em cálculo);

  • Disgrafia (dificuldade em escrever);

  • Dislexia (dificuldade em ler);

  • Dispraxia (dificuldade na coordenação motora);

  • Depressão;

  • Ansiedade;

  • Transtorno do Espectro Autista (TEA);

  • Transtorno de Bipolaridade.

É importante lembrar que caso a condição identificada não seja um transtorno de aprendizagem, o psicopedagogo faz o encaminhamento para o psicólogo já que a depressão, ansiedade, bipolaridade e outros distúrbios psicológicos são tratados com psicoterapia.


12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo