Emoção e sentimento: entenda a diferença entre eles


É muito comum que as palavras emoção e sentimento sejam tratadas como sinônimos, no entanto, têm características e significados distintos. No dicionário, inclusive, os termos apresentam definições similares, o que acaba confundindo a cabeça de grande parte das pessoas.


Antes de mais nada, é importante esclarecer que as emoções são as responsáveis pela origem dos sentimentos. Elas, em geral, se caracterizam por uma reação instintiva, uma resposta imediata para os estímulos externos, como o choro e o riso, por exemplo.


Por outro lado, os sentimentos representam o nosso comportamento em relação às nossas próprias emoções, sendo duradouros e simples de esconder. Eles estão diretamente conectados ao universo da mente, da parte interior, de fato.


O fato é que a emoção e o sentimento são termos que geram inúmeras dúvidas às pessoas que buscam compreendê-los. Pensando nisso, preparamos um conteúdo completo de esclarecimentos, no qual você verá os seguintes tópicos:


  • O que é emoção?

  • Quais são os tipos de emoções?

  • O que é sentimento?

  • Quais são os tipos de sentimentos?

  • Qual a diferença entre emoção e sentimento?


O que é emoção?

A emoção nada mais é que um estímulo ambiental. Assim, pode gerar experiências subjetivas e, em alguns casos, mudanças neurobiológicas. Ela acontece em um local subcortical do cérebro e pode acarretar uma série de alterações no corpo.


Uma vez que o indivíduo é submetido a algum tipo de emoção, o cérebro produz hormônios que transformam o estado emocional da pessoa. Em outras palavras, isso significa que podem ocorrer reações físicas, como choro, riso, suor ou mesmo dores imediatas.


Porém, diferentemente dos sentimentos, que são gerados pelas emoções, essas reações físicas são instantâneas. Ou seja, diante de uma emoção, cada indivíduo poderá ter uma reação distinta, ainda que o estímulo seja o mesmo.


A emoção também pode ser associada à comunicação interpessoal - ou não. Isto acontece pois elas são vistas por outras pessoas ao redor do indivíduo emotivo. Com isso, torna-se possível identificar a causa de uma emoção, uma vez que são originadas por fatos.


E como mencionamos anteriormente, uma pessoa pode ter uma reação diferente da outra diante da mesma emoção. Afinal, tudo isso depende dos traumas e experiências vividos por cada um, além da percepção que os indivíduos têm de suas crenças e sentimentos.


Quais são os tipos de emoções?


Você muito provavelmente lida com uma série de emoções em seu dia a dia. Isso acontece porque elas são variadas, podendo ser sentidas de diferentes formas e situações. Elas, em geral, podem ser:


  • Primárias;

  • Secundárias;

  • De fundo.


Diante do exposto, podemos caracterizar as emoções primárias como aquelas perceptíveis pelos indivíduos ao redor, como pânico ou alegria. Em contrapartida, a emoção secundária é quase imperceptível, já que se trata de emoções como vergonha, nervosismo ou culpa.


Por último, as ações de fundo não podem ser vistas, pois proporcionam um meio de bem-estar ou mal-estar, como calma e angústia.


Para simplificar os conceitos, preparamos, a seguir, uma lista com 3 exemplos práticos de situações emotivas:


1. Emoção primária


Vamos imaginar que um avião voo de Belo Horizonte para o Rio de Janeiro. Durante o trajeto, o avião passa por uma área de turbulência, gerando um ataque de pânico (uma emoção) em uma passageira. Logo, a emoção é vista por todos.


2. Emoção secundária


Após uma discussão coletiva em um bar, dois homens acabam se envolvendo em uma briga. A confusão foi iniciada por conta de uma divergência de opiniões, o que causou emoções de irritabilidade.


3. Emoção de fundo


Um fazendeiro é confrontado por uma serpente, o que ocasionou uma emoção de nervosismo. No entanto, por ter experiência em lidar com animais silvestres, o indivíduo consegue manter a situação sob controle e pensar estrategicamente para não ser atacado pelo animal.


O que é sentimento?


O sentimento é o reflexo de uma experiência emocional. Com isso, as reações geradas pelas emoções são uma espécie de ‘’gatilho’’ para o desenvolvimento dos sentimentos. São sensações que acontecem na mente e podem ser armazenadas pelo indivíduo, escondendo-as do mundo externo.


O autoconhecimento está muito ligado a compreensão da relação entre a emoção e o sentimento. Afinal, estamos falando de algo interno e que pode ser escondido pelo indivíduo. Por isso, é fundamental falar sobre seus sentimentos, ainda que sejam ruins.


Diferente das emoções, os sentimentos podem surgir e permanecer na vida do indivíduo. Casos de sentimentos negativos (como tristeza profunda) podem causar uma série de doenças psíquicas, como a depressão e a ansiedade.


Embora não sejam tão fortes como as emoções, os sentimentos podem durar muito mais tempo. O que, em muitos casos, pode ser bom (como o sentimento de amor) ou ruim (como um sentimento de ódio).


Além disso, é importante mencionar que um sentimento não pode ser facilmente identificado. Por isso, o auxílio de profissionais é fundamental nos processos de autoconhecimento e inteligência emocional.


Quais são os tipos de sentimentos?


De maneira resumida, os sentimentos são reflexos de uma disposição mental parente uma situação ou alguém. Podemos mencionar entre os principais sentimentos:


  • Amor;

  • Felicidade;

  • Inveja;

  • Paixão;

  • Compaixão;

  • Decepção.


Vale mencionar que os sentimentos mencionados acima são apenas alguns exemplos comuns entre os seres humanos, visto que, dependendo da pessoa, outros podem ser sentidos e apresentados, como o sentimento de justiça, gratidão, e por aí vai.


Qual a diferença entre emoção e sentimento?


Por fim, como vimos acima, a emoção é uma reação do cérebro perante um acontecimento, podendo ter, como consequência, reações físicas. No entanto, são passageiras e podem acarretar ou não sentimentos.


Por outro lado, o sentimento, que é estimulado a partir de uma emoção, pode ser duradouro. Se uma pessoa está caminhando pela floresta e se depara com uma onça, por exemplo, logo será tomada pelo sentimento de pânico e nervosismo.


Portanto, a emoção fará com que o cérebro libere hormônios para o indivíduo reagir perante a situação e se salvar. E, neste caso, o sentimento é de medo.


E você, como lida com suas emoções e sentimentos? Conta aqui pra gente!

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo