Estresse no ambiente de trabalho: conheça as causas



O estresse no trabalho tornou-se um fator de grande preocupação para as empresas, haja vista que o Brasil já é classificado como o segundo país mais estressado do mundo.


Desse modo, é possível perceber que o cenário não é bom, e uma das principais razões pelas quais as pessoas estão tão estressadas é o trabalho. Uma pesquisa da Isma-BR apontou que 72% dos brasileiros que estão no mercado de trabalho sofrem alguma sequela causada pelo estresse. Além disso, para completar, desse total, 32% sofrem de burnout.


Não é mais possível fechar os olhos e parar de lutar contra o mal que afeta a vida de tantas pessoas. Afinal, segundo a Organização Mundial da Saúde, o estresse já é considerado uma doença.


Altos níveis de estresse podem levar à síndrome de burnout, que é o esgotamento físico e mental relacionado ao ambiente de trabalho. Além disso, em casos mais graves, os trabalhadores precisam tirar uma folga temporária de seus empregos profissionais para que possam se recuperar.


Além do estresse, a ansiedade também afeta muito o dia a dia das pessoas e, segundo a Organização Mundial da Saúde, o Brasil é o país mais ansioso do mundo. Então, não estamos muito bem no quesito ‘’saúde mental’’.


Estresse e ansiedade no trabalho não são brincadeira, por isso, neste artigo, mostraremos que é hora de todas as empresas olharem mais de perto para essa questão.


O que é estresse no trabalho?


A princípio, o estresse não é uma coisa ruim, porque é a resposta do nosso corpo a algum tipo de estímulo.


Se não existisse, a humanidade poderia se extinguir, pois o estresse nos leva a agir nos momentos em que temos que lutar ou fugir. Então, se você se sentir ameaçado, seu corpo reage rapidamente e garante que você tome medidas para se proteger.


Existem várias situações que podem causar estresse em uma pessoa, mas como muitos estudos têm apontado, é preciso estar ciente de que o ambiente de trabalho é um dos principais desencadeantes.


Momentos estressantes no trabalho estão presentes para todos, mas o perigo é que, quando dura muito tempo, também pode levar a problemas cognitivos, emocionais e físicos. Desta forma, o indivíduo sente-se irritado, preocupado, deprimido, ansioso, assustado e desconfortável a maior parte do tempo.


O que causa estresse no trabalho?


O estresse no trabalho pode ser ocasionado por vários fatores, mas existem alguns que são mais comuns.


Que tal conhecê-las?


Competitividade em excesso


Um ambiente tóxico em que as pessoas sentem que precisam vencer o tempo todo aumenta os níveis de estresse. À medida que a competição se intensifica, as tensões se tornam mais presentes e, por consequência, ninguém consegue trabalhar tranquilamente.


Jornadas de trabalho excessivas


Trabalhar horas extras todos os dias pode levar à exaustão física e mental porque faz você se sentir exausto. Afinal, é preciso ter alguns momentos de lazer e social fora do trabalho, caso contrário o estresse pode se tornar um companheiro diário.


Pressão excessiva


Um ambiente que foca demais nos resultados e se esquece da vida pessoal do funcionário pode se tornar prejudicial, pois a pressão excessiva pode acabar sendo um fator de estresse muito alto no trabalho.


Por isso, é necessário um equilíbrio para que os colaboradores possam entregar bons resultados sem comprometer a própria saúde.


Relacionamento ruim com chefe e colaboradores


Quando seu relacionamento com seu chefe ou colegas de trabalho não está indo bem, há uma chance maior de conflito e desacordo. Portanto, assim que houver indícios de problemas no relacionamento entre os funcionários da empresa, esforços devem ser feitos para solucionar o problema.


Isso porque é um dos fatores que gera estresse no trabalho, pois intrigas e brigas podem levar a angústia, raiva e medo constantes.


Medo do desemprego


Especialmente nos últimos anos, o Brasil tem sido afetado pela crise econômica, o medo das pessoas em relação ao desemprego está aumentando e a pressão no ambiente de trabalho, também.


Aqueles que perderam seus empregos tiveram que enfrentar a dor da realocação. Aqueles que ficaram, por outro lado, muitas vezes tiveram que dobrar seu trabalho para compensar a perda de funcionários que não puderam ser contratados. O que também cria muito estresse, visto que leva a horas extras.


Quais são os sintomas do estresse no trabalho?


Como mencionamos anteriormente, os sintomas do estresse podem ser emocionais, físicos ou cognitivos. Quanto mais grave a situação, mais fortes e persistentes são os sinais de um problema.

Assim, o primeiro passo é garantir que o escritório onde seus funcionários passam a maior parte do dia seja confortável o suficiente. Ambientes sujos, bagunçados e desconfortáveis ​​são impossíveis, afinal, tudo isso pode afetar o nível de estresse no trabalho.


Confira, em seguida, os sintomas mais comuns!


Sintomas físicos

  • Gastrite;

  • Dor de cabeça;

  • Dores musculares;

  • Mudanças no sistema gastrointestinal;

  • Náuseas;

  • Tonturas;

  • Queda da imunidade;

  • Cansaço excessivo;

  • Dores no peito.

Sintomas emocionais

  • Mudanças de humor;

  • Irritabilidade;

  • Dificuldade para relaxar;

  • Isolamento social;

  • Infelicidade;

  • Sensação de sobrecarga;

  • Ansiedade.

Sintomas cognitivos

  • Problemas de memória;

  • Dificuldade de se concentrar;

  • Inquietação;

  • Preocupação excessiva;

  • Pessimismo.

Pra que essa não seja sua realidade, descubra como começar a implementar a terapia hoje mesmo como um benefício corporativo em sua organização. Então, por que não entrar em contato com Lapidando Mentes hoje mesmo?


0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo