Inteligência emocional: como desenvolvê-la constantemente?


Inteligência emocional (IE) é um conceito utilizado na Psicologia que caracteriza o indivíduo que é capaz de lidar com seus sentimentos e compreender suas emoções. Ou seja, é a habilidade desenvolvida pelo ser humano para identificar emoções com facilidade.


Hoje, a inteligência emocional é uma habilidade exigida inclusive em processos seletivos, uma vez que auxilia no desenvolvimento de processos intelectuais, bem como a forma em que o indivíduo se relaciona com os demais e enxerga o ambiente em que está inserido.


No entanto, para que a IE seja desenvolvida, é preciso olhar não só para si, mas também para quem está ao seu redor. Mas não se preocupe! Essa é uma habilidade que deve ser estimulada ao longo da nossa existência, e não de uma hora para outra.


Pensando nisso, preparamos algumas dicas para que você saiba como desenvolver a sua inteligência emocional. Neste post, você entenderá um pouco mais sobre a IE e a importância dela para alcançar o equilíbrio entre a razão e a emoção. Confira!


O que é inteligência emocional?


Como mencionamos anteriormente, a inteligência emocional é um termo da Psicologia que reflete o indivíduo capaz de lidar com seus sentimentos e lidar com suas emoções. O conceito foi difundido, inicialmente, pelo psicólogo norte-americano Daniel Goleman.


De acordo com os termos abordados pela IE, é possível lidar de maneira simples com pessoas e emoções por meio do desenvolvimento de habilidades. Além de claro, pela compreensão de seus próprios sentimentos.


Diferente do quociente de inteligência (QI), a inteligência emocional não retrata conhecimentos técnicos, intelectuais, científicos ou acadêmicos, mas sim a capacidade do indivíduo em lidar com a si próprio.


Uma vez que a inteligência emocional é bem trabalhada, ela favorece o bom relacionamento entre as pessoas, permitindo o desenvolvimento, inclusive, da empatia.


Além disso, ela favorece a habilidade comunicativa do indivíduo, desenvolvendo-o no âmbito profissional.


Como desenvolver a inteligência emocional?


Na faculdade, no trabalho, na escola ou mesmo em casa, o fato é que lidamos constantemente com pessoas de culturas, pensamentos, criações, formas de pensar e atitudes diferentes das nossas.


Primeiro é preciso entender que a inteligência emocional pode ser desenvolvida em todas as áreas da nossa vida. Depois, comece a observar a forma que você lida com situações que despertem algum tipo de sentimento, como uma discussão, por exemplo.


Abaixo, listamos 4 técnicas que podem auxiliar você a desenvolver a IE. Continue com a gente!


1. Observe e estude o seu próprio comportamento


Para entender como você se comporta, é necessário avaliar-se duplamente: inicialmente, a observação deve ser feita quando as situações se colocarem diante de você, sendo elas boas ou ruins.


Atente-se quais são as reações da sua mente e do corpo, além das sensações e pensamentos que surgiram durante esse momento.


No segundo momento, a análise deve ser feita após a chegada dos sentimentos - sejam eles positivos ou negativos -, a fim de compreender o que realmente desencadeou tais reações físicas e mentais.


A inteligência emocional está na análise de suas atitudes e das emoções desencadeadas por uma determinada situação, além do estudo de como elas impactam o seu cotidiano e suas relações.


2. Domine suas emoções


Coloque em sua mente, de uma vez por todas, que há pessoas que contam com um comportamento energético maior e outras que são mais tranquilas. No entanto, todo mundo está sujeito a tomar decisões precipitadas, no calor do momento.


Agir sem pensar é uma característica natural do ser humano, uma vez que desde a antiguidade, isso serve como uma forma de defesa, sendo que tal reação já está conectada ao nosso subconsciente.


Por essa razão, o nosso cérebro precisa entender que a evolução faz parte do desenvolvimento humano e que agir de maneira instantânea pode afetar relações, pessoas e até oportunidades de trabalho.


Portanto, a dica é dominar as emoções e os impulsos antes de tomar qualquer decisão ou dizer algo que possa ferir o outro. Tente redobrar a calma em vez de deixar o instinto comandar a situação. Alguns exercícios podem ajudar:

  • Respiração;

  • Meditação;

  • Caminhada;

  • Corrida;

  • Pilates;

  • Atividades físicas.

3. Saiba como lidar com emoções negativas


Outro passo fundamental para desenvolver a sua inteligência emocional e para garantir o seu bem-estar é manter emoções negativas sob controle. Afinal, todos nós lidamos com situações negativas diariamente. Não se preocupe. É normal.


O fato é que elas não podem comandar a nossa vida por muito tempo, pois acabam com a nossa estabilidade emocional e com o desenvolvimento pessoal.


A IE é uma habilidade valiosa, que nos mostra uma versão mais positiva em relação à nossa vida, gerando uma autorregulação dos nossos sentimentos.


Portanto, quando as emoções ruins surgirem (medo, raiva, insegurança e tristeza, por exemplo), é preciso dominá-las e mostrar que você tem total controle sobre elas. Caso não consiga, busque um profissional para ajudá-lo.


4. Estimule a sua autoconfiança


Por último, é fundamental estimular a sua autoconfiança. Isto é: saber o que você realmente deseja, definir até onde se quer chegar e traçar os seus objetivos reais. Para isso, é preciso reconhecer seus pontos fortes e fracos, e trabalhar para modificá-los ou aprimorá-los.


O cérebro humano tem um potencial enorme. O grande problema é que a maioria das pessoas não acreditam nisso e acabam não se sentindo confiantes para vencer desafios, superar frustrações e alcançar sonhos e metas.


Por isso, acreditar no seu potencial e em sua competência aprimora a ideia de que você tem capacidade suficiente para amenizar seus momentos de crise e vender dificuldades.


E você, como faz para desenvolver a sua inteligência emocional? Conhece alguma técnica que pode contribuir com essa habilidade? Deixe aqui nos comentários e compartilhe com os colegas!

13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo