Meditação para iniciantes: 6 passos simples para começar


Engana-se quem pensa que só é possível meditar quando se tem um conhecimento profundo sobre o assunto. Na verdade, é preciso abandonar a ideia de que a meditação exige aquelas posições contorcionistas, diversos incensos e roupas específicas.


No entanto, se você considerar necessário ou preferir seguir uma rotina a partir dessas características, não tem problema algum! Afinal, trata-se de uma escolha pessoal, que pode ser motivada por suas preferências ou até mesmo pelos seus hábitos de consumo.


Além disso, muitas pessoas consideram a meditação uma prática estritamente religiosa. Claro, todas as técnicas meditativas abrangem questões que envolvem a espiritualidade e aspecto espirituais mais subjetivos. Mas vale ressaltar que não é um critério para adotá-las.


Dessa forma, quem realmente está disposto a meditar e introduzir esse estilo de vida no cotidiano, pode descartar todos os mitos ligados a prática meditativa. Com isso, basta apenas que esteja por dentro do assunto e separe um tempinho para aplicar as técnicas.


Independente da motivação que te levou introduzir a meditação no seu dia a dia, é importante desenvolvê-la da forma correta. Por isso, listamos, a seguir, 5 passos para você meditar de forma simples. Continue lendo e confira!

Como meditar: guia para iniciantes

A meditação reúne uma série de praticantes em todas as partes do mundo. Afinal, estamos falando de técnicas que promovem o bem-estar, melhoram a qualidade de vida e contribuem com inúmeros outros aspectos. São eles:

  • Redução de estresse;

  • Diminuição da raiva;

  • Aumento da capacidade de concentração;

  • Redução de ansiedade;

  • Entre outros.

Nesse sentido, vale ainda ressaltar que a ciência diz muito sobre as técnicas meditativas. De acordo com pesquisas acadêmicas, inclusive na área médica, neurológica e psicológica, a meditação pode gerar impactos positivos diante dos mais variados transtornos.


Mas, afinal, como começar a meditar? Você pode, inicialmente, realizar cursos que vão do básico ao avançado. Outra dica bem interessante é utilizar o Youtube ou as redes sociais para assistir tutoriais, vídeos, entre outros.


Outra saída bem legal é seguir o nosso passo a passo para entender como funcionam as técnicas meditativas. Confira:

1. Preparação é tudo!

O primeiro passo para iniciar o seu processo de meditação é desconectar-se de tudo. Ou seja, desligue a televisão, o celular e procure um local calmo e silencioso. Busque ficar distante de barulhos, conversas paralelas e distrações.


Se você puder usar roupas mais confortáveis, melhor ainda! Com isso, aquela sua calça jeans não vai interferir nas sensações de relaxamento.


Além disso, que tal diminuir a luz e, se for de sua preferência, colocar uma música ambiente, em volume baixo, que motive a calma? Inclusive, essa é uma alternativa bem interessante!

2. Separe um tempo para a meditação


Você já deve ter notado que a meditação exige concentração e periodicidade, não é mesmo? Por isso, não existe a possibilidade de aplicar técnicas meditativas sem tempo ou a cada dois meses.


Contudo, isso não significa que você deve meditar todos os dias, mas sim que precisa fixar horários ou situações para criar uma rotina.


Para facilitar esse processo e desenvolver o hábito de meditar, você pode associar a meditação com alguma situação presente na sua rotina. Por exemplo, você pode realizar os exercícios antes de dormir, ao acordar, após o banho, entre outros momentos frequentes.

3. Encontre uma posição confortável


É comum observar que a grande maioria dos praticantes de técnicas meditativas acabam optando sentar em posição de lótus ou indio. Afinal, elas são referências quando o assunto é meditação.


No entanto, não é necessário adotá-las apenas por serem comuns. Essas são apenas algumas sugestões. Com isso, você pode sentar, por exemplo, em uma cadeira ou no chão, em cima de uma almofada ou travesseiro.


O ideal é encontrar uma posição na qual você possa ficar ereto, mas que não haja incômodos físicos. Após isso, fixe as mãos ao lado do corpo, sobre as pernas ou envolta da região abdominal. Feche os olhos e esqueça os estímulos visuais presentes no ambiente.

4. Atente-se a sua respiração


Depois de concluir os passos anteriores, chegou o momento de aplicar as técnicas meditativas propriamente ditas!


Para isso, foque em sua respiração e direcione o seu pensamento a algo concreto, favorecendo a concentração em um único ponto e, ao mesmo tempo, proporcionando uma sensação de amplitude e tranquilidade.


Com isso, busque respirar de forma profunda. Segure por um segundo antes de expirar. Depois, tente soltar todo o ar com um suspiro. É interessante também contar até 4, enquanto puxa o ar, e repetir a contagem, durante o processo de expiração.

5. Utilize um cronômetro


Por fim, para que a meditação realmente funcione, é fundamental que você se dedique aos exercícios, pois desenvolver um hábito é essencial, visto que estamos falando de técnicas meditativas que exigem comprometimento.


Sendo assim, você pode realizar sessões de 3 a 5 minutos, ou prolongar esse período por 30 minutos, caso considere necessário. No entanto, para muita gente, 30 minutos é muito tempo, pois acabam se distraindo - e se sentem frustrados depois.


Em contrapartida, outras pessoas consideram 10 minutos ineficiente, pois não conseguem eliminar os ruídos do pensamento de forma rápida. Para isso, encontre o intervalo adequado a sua realidade e faça testes!

Dica bônus: meditação guiada


Por último, e não menos importante, a meditação guiada é uma ótima alternativa para adquirir mais segurança durante o desenvolvimento das técnicas meditativas. Para isso, busque assistir vídeos sobre o assunto, pois assim é possível reforçar suas práticas.


Gostou do nosso post sobre como aplicar a meditação para iniciantes? Então, compartilhe com os colegas que gostam do assunto e deixe o seu comentário!






14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo