O ato de perdoar: esta atitude pode mudar a sua vida!



Perdoar é, sem sombra de dúvidas, uma das atitudes mais nobres da nossa existência como seres humanos. Principalmente para quem sofreu uma situação traumática, como traição ou um ato de violência. Certas situações geram marcas profundas nas pessoas e, com isso, instalam-se a mágoa e o rancor.


Nesse sentido, perdoar torna-se algo difícil e, em muitos casos, improvável. O que muita gente não sabe é que guardar rancor por um tempo prolongado pode gerar uma série de implicações em nosso bem-estar emocional, físico e mental.


Portanto, quando alguém nos faz algum mal, a melhor saída para não sofrer com danos nocivos à saúde é o perdão. Porém, essa difícil tarefa precisa ser exercitada constantemente, e em hipótese alguma deve ser subestimada.


Para isso, precisamos entender que perdoar não significa isentar a pessoa da culpa ou da situação em que a mesma lhe colocou. Tampouco esquecer o fato ocorrido. Significa deixar o sofrimento ir embora.


O que é o perdão?


Para a psicologia, a definição de perdão é basicamente "uma decisão consciente de liberar ressentimento para a pessoa que o magoou, quer ela mereça ou não".


Para começar a entender o poder do perdão, você deve primeiro entender que perdoar se refere ao fato de que o mundo não gira apenas em torno de você. Sim, você é aquele cujo eu está ferido e irá perdoar. Contudo, além de pensar apenas por si mesmo, você também precisa olhar para toda a situação do ponto de vista da outra pessoa.


Qual a importância de aprender a perdoar?


Por que alguém deveria perdoar alguém que o machucou, não é mesmo? Lembre-se de que o perdão não significa excluir os erros de alguém ou esquecer completamente o passado.


É claro que isso não significa voltar atrás ou manter contato com a pessoa que o machucou; Ou mesmo falar em tolerar qualquer forma de abuso. O perdão significa deixar ir, para que você possa seguir em frente.


A razão pela qual você deve perdoar os outros não é para salvá-los da culpa. Em vez disso, transforme sua própria raiva e mágoa em cura e positividade. Em outras palavras, você pode perdoar essa pessoa, mas ainda pode testemunhar contra ela no tribunal. Uma coisa não cancela a outra.


Como o perdão pode ajudar?


Aprender a perdoar pode ajudá-lo a melhorar sua saúde mental e emocional, pois pode superar os sentimentos de raiva, ansiedade, raiva e depressão. Isso o ajudará a parar de pensar na dor do passado e pode melhorar seu futuro.


O perdão pode melhorar sua saúde física e mental. Além disso, fisicamente falando, o perdão geralmente está associado a uma frequência cardíaca mais baixa, pressão arterial reduzida e maior alívio do estresse.


Também pode reduzir a fadiga e melhorar a qualidade do sono. Psicologicamente falando, o perdão elimina a experiência negativa de estresse e conflito interno. Ao mesmo tempo, ajuda a restaurar emoções, comportamentos e pensamentos positivos.


Como aprender a perdoar?


Quando falamos em aprender a perdoar, parece fácil, não é mesmo? Mas colocar em prática é muito mais complicado. Às vezes, podemos pensar que perdoamos alguém, mas, na verdade, ainda nos ressentimos dessa pessoa no fundo de nossos corações.


Aqui estão algumas dicas para ajudá-lo a aprender a perdoar:


1. Pratique meditação


A meditação nos ajuda a aprender a perdoar. Contudo, para meditar (e perdoar) corretamente, precisamos estar cientes de por que meditamos.


Quando feita com propósito e compreensão, a meditação terá valor e resultados positivos. No entanto, se meditarmos sem um propósito forte, nossa meditação se tornará apenas um comportamento aleatório.


2. Busque entender o comportamento da pessoa


Olhar para as pessoas de ângulos diferentes é o primeiro passo para aprender a perdoar. Pense nos motivos que podem ter levado essa pessoa a magoá-lo.


O comportamento dela faz parte do mecanismo de defesa? O que ela quer defender para si mesma? Pode ser que esse indivíduo tenha alguns problemas psicológicos, como depressão e ansiedade.


Fazer perguntas diferentes e tentar entender por que alguém se comporta dessa maneira gera compaixão e reduz os sentimentos negativos em relação à pessoa que nos magoou. Se possível, tente discutir eventos infelizes em detalhes.


Certifique-se de falar com essa pessoa quando estiver calmo e concentrado, e não com raiva e irracional.


3. Demonstre suas emoções


Você deve estar ciente de seus sentimentos e como eles afetam seu corpo e mente. Nosso corpo registra todas as emoções que sentimos, bem como aquilo que afeta nosso sistema imunológico, equilíbrio hormonal e química cerebral.


Existem várias maneiras de expressar suas emoções de maneira saudável. A primeira coisa que você pode fazer é liberar sua raiva, mas não dê vazão a ela porque magoou você ou as pessoas ao seu redor.


A melhor maneira de fazer isso é realmente primitiva: você pode ir para um lugar onde ninguém vai ouvir você gritar. Você também pode bater, rasgar ou destruir coisas (apenas certifique-se de não machucar a si mesmo, ninguém, ou destruir coisas valiosas).


Use essa raiva a seu favor e não a deixe dominar a situação! Chorar e expressar tristeza também são opções. Isso permitirá que você libere toda a tensão em seu coração. Além disso, conversar com um psicólogo o ajudará a se sentir melhor.


4. Deixe ir


Quando se trata de perdão, essa é uma das etapas mais difíceis. Um abandono completo pode acontecer em alguns dias, mas também pode levar anos. Você pode se sentir melhor imediatamente, mas então se verá sofrendo novamente. Isso é uma coisa natural.


Tenha em mente que você não pode perdoar e curar imediatamente, nem pode escolher quanto tempo vai demorar. Dê a si mesmo algum tempo e espaço. Expresse seus sentimentos e espere. Acredite: Um dia a liberdade virá!


Se você gostou desse artigo e aprendeu um pouco mais sobre o exercício do perdão, aproveite para acompanhar este conteúdo no Youtube: https://www.youtube.com/watch?v=DYnc1UaorRo


16 visualizações0 comentário