Quando devo optar por passar em um terapeuta?

A terapia é um espaço de autoconhecimento e de busca para solucionar e compreender

traumas e emoções. No entanto, a grande maioria das pessoas ainda partilha a ideia

equivocada de que os terapeutas atuam apenas com grandes transtornos ou problemas.


Dessa forma, é fundamental desmistificar a ideia de que fazer terapia é uma necessidade

somente de pessoas que tenham ‘’problemas’’. Inclusive, muitos psicológicos afirmam que o

tratamento é justamente ao contrário: é a busca por entender emoções e conflitos internos.

O fato é que todos os indivíduos têm problemas, sejam eles causados por fatores internos,

externos e até mesmo profissionais. Essas causas, por sua vez, podem influenciar em

relacionamentos, na identificação de sentimentos, em dar respostas, entre outros.

Por isso, a psicoterapia, quando trabalhada, auxilia a trazer o olhar externo para si próprio, mostrando ao indivíduo que existe, além de cobranças e tarefas, um processo enorme de autoconhecimento.


No post de hoje, vamos falar um pouco mais sobre alguns sinais que indicam que você

deve - e pode - passar por um terapeuta. Continue lendo!


Qual é o momento ideal para procurar um terapeuta?

Para fazer terapia, não é necessário atender a critérios ou conter características

específicas. Na verdade, todo mundo pode - e deve - fazer terapia, basta identificar o

momento ideal para iniciar esse processo!

Antes de mais nada, é preciso falar que a terapia não é limitada apenas a pessoas

‘’doentes’’, visto que ela pode contribuir em diversas etapas da vida, bem como para

superar um divórcio, a morte de um parente querido, um trauma passado, entre outros.

Atualmente, é possível observar, inclusive, que a terapia é uma ação de prevenção que

promove o bem-estar e o aumento da qualidade de vida.


Para identificar o momento ideal para buscar por um terapeuta, pode-se avaliar 5 sinais:


1. Quando as emoções estão desequilibradas

O primeiro sinal que indica que você precisa buscar por um terapeuta é quando as emoções

estão ‘’afloradas’’ demais. Isso porque a falta de equilíbrio emocional pode desenvolver

ansiedade, depressão, euforia extrema, entre outros quadros de inquietude.

Além disso, as emoções podem mostrar que o indivíduo está vivenciando uma fase de

desordem que precisa ser tratada imediatamente. Por isso, comece a ficar atento a esse

sinal!


2. Processos traumáticos

Outro ponto que pode indicar a necessidade da terapia são os processos traumáticos. Eles

podem abranger a dor de uma perda, uma separação nada amigável ou mesmo a falência

de um negócio que você tanto batalhou para conseguir.

Com isso, os processos traumáticos tendem a levar o indivíduo para o distanciamento

social, fazendo com que ele fuja de suas obrigações e responsabilidades diárias. Ou seja, o

trauma pode influenciar a vida das pessoas e ser muito prejudicial a saúde mental.

A boa notícia é que a terapia ajuda a contornar os traumas e contribui com o aumento da

motivação, propiciando uma vida mais feliz e leve!


3. Problemas físicos

Embora pareça mito, a grande maioria dos problemas físicos podem ser resultados de

origem psicoemocional. Dentre as situações mais comuns, podemos destacar:

● Dores de cabeça frequentes;

● Enxaquecas;

● Crises de gastrite;

● Dores musculares;

● Fadiga;

● Baixa imunidade.

Para entender melhor como os problemas físicos podem afetar a saúde emocional do

indivíduo, basta avaliar o Transtorno de Ansiedade Generalizado (TAG), que pode se

manifestar por meio de baixa imunidade, sudoreses, entre outros.


4. Abuso de substâncias

Outro sinal que pode apontar a necessidade de buscar por um terapeuta é o abuso de

substâncias para manter-se feliz ou em ritmo constante.

Inclusive, o uso frequente desses produtos, sejam eles lícitos ou ilícitos, podem caracterizar

a ‘’automedicação’’. Em outras palavras, o indivíduo busca aliviar suas dores ou alguma

desordem mental com substâncias que possam promover boas sensações.

Além do mais, é importante ressaltar que o uso de substâncias pode proporcionar ainda

mais transtornos, problemas e preocupações.


5. Falta de desempenho nas atividades

Por fim, mas não menos importante, a falta de desempenho na execução de atividades

cotidianas pode ser um fator determinante para buscar por um terapeuta. Isso inclui a falta

de concentração, procrastinação e a falta de foco.

Para se ter uma ideia, a depressão pode se manifestar por meio da falta de vontade de

realizar atividades que antes lhe interessavam. Diante disso, o indivíduo perde a

produtividade e começa a faltar na escola, no trabalho, e por aí vai…


Quem deve procurar por um terapeuta?

Como mencionamos anteriormente, qualquer pessoa pode procurar por um profissional

para realizar um processo de terapia. Afinal, o tratamento não proporciona efeitos positivos

apenas a saúde mental, mas também nas relações interpessoais e coletivas do indivíduo.


Compartilhe com os colegas e deixe aqui o seu comentário!




#Terapia #Terapeuta #Psicanalise #Analise #Ajuda


4 visualizações0 comentário