4 formas de superar uma decepção amorosa e seguir a vida

Atualizado: 24 de jun. de 2021



Você já teve uma decepção amorosa? Se sim, sabe que esse é um dos piores abalos emocionais que nós, seres humanos, podemos sentir na vida, certo? Afinal, dedicamos o nosso tempo para o outro, bem como nossas expectativas, planos e sonhos.


Uma vez que se perde tudo o que foi construído ao lado da pessoa amada, o emocional passa a ficar fragilizado, desencadeando, inclusive, o medo de amar e ser amado. Além disso, a frustração que acompanha a decepção é enorme, o que causa efeitos psicológicos inimagináveis.


Para amenizar ou se livrar da dor, há quem recorra a comportamentos destrutivos, como vícios e compulsões. O medo de se apaixonar novamente pode afetar as relações interpessoais do indivíduo, interferindo em sua felicidade e na confiança depositada no outro.


Embora algumas atitudes sejam mecanismos de defesa para eliminar qualquer sofrimento, elas acabam tendo um efeito negativo a longo prazo, como o surgimento de doenças psicossomáticas e a falta de capacidade de se doar para o outro.


Se você quer saber como superar uma decepção amorosa e seguir a vida, preparamos este conteúdo para que você entenda sobre os seguintes assuntos:


  • Por que relacionamentos nos decepcionam?

  • A importância de não depositar expectativas;

  • 4 formas de superar uma decepção amorosa.

Por que relacionamentos nos decepcionam?


Antes de mais nada, é importante mencionar que a decepção amorosa não acontece por uma única razão. Um dos motivos pelos quais relacionamentos nos decepcionam é a criação de expectativas logo no primeiro encontro, por exemplo.


De certo modo, a maioria das pessoas idealiza um futuro perfeito com o parceiro, mas, na prática, não é bem assim que acontece. No entanto, é quase impossível fugir de fantasias amorosas quando estamos apaixonados.


Por isso, é fundamental encaixar suas expectativas na realidade do relacionamento, de modo a evitar frustrações e desentendimentos com o companheiro. Assim, o diálogo e a comunicação são a base para evitar a decepção amorosa.


Outro ponto indispensável é levar em consideração os desejos e objetivos do parceiro para não acabar enganado. Ele pode ter expectativas e metas de vida diferentes. Com isso, é melhor se dispor a dialogar, a fim de unir os planos de futuro de ambas as partes.


A importância de não depositar expectativas


Alimentar expectativas em excesso no relacionamento ou no parceiro é prejudicial por uma série de motivos, sendo eles:

  • Faz com que você não enxergue atitudes ruins do parceiro;

  • Você acaba criando um ‘’personagem’’, com comportamentos e qualidades baseados em seus ideais;

  • Como as expectativas são altas, as decepções tendem a ser ainda maiores;

  • Você fica triste quando o parceiro demonstra um comportamento diferente do idealizado;

  • Dificulta a compreensão de um relacionamento abusivo;

  • Faz com que você dedique todo o seu tempo ao parceiro, deixando os seus sonhos e planos para depois;

  • Você tenta modificar o parceiro para adequá-lo às suas idealizações.

As expectativas em um relacionamento são desenvolvidas a partir de uma primeira intenção. Algumas pessoas, por exemplo, sonham em casar na igreja e, quando chegam a uma certa idade e esse desejo não se realizou, podem depositar suas esperanças em um novo companheiro.


4 formas de superar uma decepção amorosa


A decepção amorosa é sentida de acordo com as características de cada um, principalmente quando falamos sobre inteligência emocional. Pessoas racionais e desapegadas tendem a sofrer menos com relacionamentos no geral.


Em contrapartida, pessoas que se abalam facilmente, que sofrem com incômodos emocionais diversos, como carência afetiva e medo de ser rejeitado, sofrem mais. A baixa autoestima também é um fator que influencia na intensidade do sofrimento.


Nesse caso, veja algumas formas de remediar os sentimentos ruins desenvolvidos por uma decepção amorosa e dicas para seguir sua vida de forma saudável:


1. Deixe o tempo passar


É comum que a dissolução amorosa pareça ser o fim do mundo, principalmente se a dor da separação é recente. Você pode achar que vai sofrer para sempre e que você nunca será o mesmo após ter o coração partido. Mas, calma! Está tudo bem.


À medida que o tempo vai passando, a dor vai se suavizando, permitindo que você retome sua vida aos poucos. As feridas são curadas com o tempo até que, um dia, elas deixam de doer. Então, deixe o tempo passar e respeite os seus limites.


2. Saiba perdoar


Se você cometeu erros na relação, saiba se perdoar por isso. Caso o parceiro tenha lhe magoado, perdoe-o também. O perdão nos ajuda a levar uma vida mais equilibrada e deixar sentimentos negativos para trás.


Lembre-se que todos nós somos seres humanos e, por isso, estamos suscetíveis a cometer erros. Você pode sentir muita mágoa nos dias seguintes à decepção amorosa e , assim, pode ser que tenha dificuldade em liberar o perdão. E está tudo bem.


Entretanto, quando o tempo passar e a dor diminuir, permita que as emoções negativas sejam liberadas e comece a ponderar sobre o perdão. Do contrário, você terá que conviver com ressentimentos desnecessários, que só farão mal a você.


3. Entenda que a vida não pode parar


Tenha em mente que as relações chegam ao fim. Embora muita gente acredite que é possível construir relações perfeitas, não há relacionamentos sem erros e falhas.


E não é porque você teve uma decepção amorosa que seus próximos relacionamentos não darão certo. Não pare sua vida por conta de uma situação negativa. Portanto, dê continuidade aos seus afazeres e busque meios de distração.


4. Foque apenas em você


Coloque na cabeça que após uma decepção amorosa, a autoestima fica, sim, abalada. Você muito provavelmente vai se questionar se deu algum motivo para levar a relação ao fim ou aborreceu o parceiro a ponto de levá-lo a tomar tal decisão.


Esses questionamentos podem aumentar a culpabilidade e fazer com que você queira voltar atrás, estimulando a busca por defeitos em sua personalidade. No entanto, foque apenas em você, e não nos motivos pelos quais o relacionamento terminou.


Cuide de sua autoestima para evitar sentimentos destrutivos. Para isso, você pode praticar esportes, buscar novos hobbies, separar um dia para fazer massagem, sair com amigos, entre outros.


Além disso, consulte um psicólogo e faça terapia com frequência para descobrir mais sobre si mesmo ou para aliviar a sensação de aperto no peito.


8 visualizações0 comentário