Como superar o fim de um relacionamento?

Atualizado: 10 de jun. de 2021



Uma coisa é certa: todos nós teremos de enfrentar o fim de um relacionamento ao decorrer da vida. Há, sim, casos de pessoas que se conhecem na infância, namoram na adolescência e se casam na vida adulta. Mas, certamente, são situações isoladas.


No entanto, aqueles que precisam dar um ponto final em suas relações sentem um vazio enorme após o término, afinal, superar o fim de um relacionamento é algo doloroso, difícil e não costuma vir com uma receita mágica para que esse momento seja menos angustiante.


Independente se você passou três anos ou três meses com a pessoa, você viveu momentos importantes, construiu sonhos a partir dos objetivos do companheiro e precisou sair da sua zona de conforto para lidar com as expectativas de alguém.


E então, de uma hora para outra, tudo acaba desmoronando, e você se vê em uma situação na qual precisa lidar com a falta, com a tristeza e a angústia. Diante disso, surge uma simples questão: como superar o fim de um relacionamento?


No texto de hoje, vamos abordar os seguintes tópicos:

  • O que é a dor da separação?

  • Como superar o fim de um relacionamento em 7 passos;

  • Como funciona o fim de um relacionamento?

O que é a dor da separação?


‘’Essencialmente, um estado de perda emocional devastadora. Embora seja diferente para cada um de nós, os sentimentos intensos de tristeza, luto e a sensação de nunca superar são comuns’’, diz Jo Hemmings, psicólogo comportamental e coach de relacionamento.


‘’Em termos cerebrais, as áreas responsáveis ​​por sentir dor física 'acendem', da mesma forma como se você estivesse realmente sentindo dor. Também desencadeia sintomas de abstinência muito semelhantes aos observados em viciados [em drogas]’’, conclui o psicólogo.


A dor da separação pode ser sentida como se o corpo estivesse explodindo por dentro, sem oferecer ao indivíduo a chance de amenizar sua angústia. Além disso, controlar os possíveis sintomas da ''abstinência'' é o que torna tudo um pouco mais complicado.


Se você já precisou superar o fim de um relacionamento, muito provavelmente sentiu a tentação de telefonar para o ex, implorar, lembrar de tudo que vocês já viveram juntos, certo? Bom, a abstinência pode ser caracterizada justamente por meio dessas tentações.


Falando sobre os aspectos emocionais, a dor da separação costuma ser dividida em cinco estágios: negação, raiva, barganha, depressão e, finalmente, aceitação. Não se assuste ou se frustre se houver recaídas durante o processo.


Como superar o fim de um relacionamento em 7 passos


Antes de mais nada, é bom se preparar: você escutará muitos conselhos quando comentar com seus amigos que seu relacionamento amoroso chegou ao fim. Alguns dirão coisas que irão lhe tocar profundamente, gerando reflexões transformadoras.


Outros vão sugerir que você saia, beba e se divirta - talvez você se irrite com isso. A intenção é sempre a mesma: ajudar. Contudo, somos seres únicos e especiais, e cada um tem seu jeito de enfrentar as consequências de viver momentos transformadores.


Por isso, neste post compartilhamos 7 passos para superar o fim de uma história, de um relacionamento e de um amor. Mas, assim como seus amigos, o que vamos dizer não é uma fórmula mágica, mas sim uma maneira de amenizar a situação.


1. Leia


Leia este post, outros conteúdos da Lapidando Mentes, leia posts de outros blogs… poemas, livros, contos. Ler é um hábito solitário, mas que faz com que você goste e, principalmente, aprecie a sua própria companhia.


Certamente você deve estar se perguntando: como a leitura pode me ajudar a superar o fim de um relacionamento? Bom, a resposta é simples: a leitura nos faz pensar. Nos faz refletir. Nos apresenta histórias que nos levam a uma situação de autoconhecimento e auto análise.


Quando temos um novo problema, independente de sua natureza, a leitura nos traz novos pontos de vista e uma maneira mais saudável de enxergar aquilo. Além disso, um bom livro ou conteúdo pode mostrar-lhe caminhos para encontrar o seu próprio equilíbrio.


2. Filmes, músicas e artes plásticas


Pensando ainda no universo da literatura, é interessante que você estenda o tópico anterior para filmes, músicas e artes plásticas. Uma vez que nos sentimentos fragilizados, nossa identidade sofre o impacto da decepção e fica confusa, então, temos de resgatá-la.


É possível resgatar a nossa identidade a partir do contato com o outro, que nos espelha e nos liberta. Assim, a arte é o nosso espelho, fazendo com que possamos nomear os nossos sentimentos e tormentas mais profundas.


As artes, em suas diferentes manifestações, é o desconhecido. Você não precisa ir a uma grande exposição ou assistir uma peça de teatro. Um filme bem clichê de sessão da tarde, uma música brega ou uma tirinha em quadrinho já bastam.


3. Respeite seu tempo


Talvez você considere este tópico um tanto quanto clichê. É um conselho tão batido, mas tão batido, que não seguimos-o. Porém, trata-se de um mandamento necessário para todos os aspectos que norteiam sua vida.


Respeitar o próprio tempo significa suportar os choros, a tristeza e a angústia, sem carregar nenhuma culpa. É entender que a tristeza não vai embora com o amor, assim como a temporada do sofrimento não pega as malas.


Por outro lado, respeitar seu tempo também não é fazer da fossa sua melhor amiga. Seu tempo merece ser tratado com dignidade. Entenda isso e reflita sobre como superar o fim de um relacionamento de maneira proveitosa e digna de si mesmo.


Portanto, aceite convites para sair de casa e abrace oportunidades para se divertir. Claro, ir para a noitada com os colegas não vai fazer com que a dor desapareça, mas é uma ótima forma de esquecê-la por um instante.


4. Deixe o passado em seu devido lugar


Não foque suas forças em esquecer a pessoa com quem conviveu. Coloque em sua mente que isso jamais irá acontecer - a não ser que você se depare com um quadro de amnésia.


Em contrapartida, não coloque a pessoa que já se foi no seu presente. Memórias irão aparecer. Mas não as deixe guiar relacionamentos futuros, muito menos estragar oportunidades de conhecer pessoas e lugares novos.


Lembre-se, também, de não olhar as redes sociais do antigo parceiro de 5 em 5 minutos. Aliás, não olhe! Cedo ou tarde, isso lhe trará sofrimento. O seu principal objetivo, neste momento, é superar o fim de um relacionamento, e não abrir espaço para paranoias.

5. Pense positivo


Mas, afinal, como superar o fim de um relacionamento pensando positivo? O primeiro passo é admitir a dor e, acima de tudo, respeitá-la. Se chegou ao fim, podemos presumir que a sua relação com o parceiro já não estava das melhores, certo?


Então, o que foi mesmo que você perdeu? O sofrimento geralmente ocorre pela imposição da mudança, pelo fato de sair da zona de conforto. No entanto, responder essa pergunta é fundamental para que você encontre um equilíbrio entre o sofrimento e a libertação.


Para isso, foque suas energias em identificar o que o término trouxe de bom. Foque em perceber quantas consequências - positivas e negativas - o fim do relacionamento gerou para si.


Além disso, pense na ideia de recomeçar, destinando um tempo de maior qualidade aos seus amigos e familiares; ou mesmo focando em sua carreira profissional. Reencontre-se!


6. Essa fase vai passar


Faça desta frase um mantra. Repita, para si mesmo, quantas vezes forem necessárias, que isso é só uma fase e que logo vai passar. Na verdade, é importante praticá-la não só em términos, mas, também, em todas as situações ruins que você vivenciar.


O fato é que essa é uma das únicas certezas da vida: tudo passa. Então, ter isso em mente fará que o fim de um relacionamento não seja não difícil de ser superado.


7. Aposte na autoimagem


Por fim, apostar em sua autoimagem não significa que você deve postar a todo momento em suas redes sociais. Mas, sim, tirar um tempo para refletir sobre sua vida, bem como para cuidar de si mesmo.


Autoimagem é olhar para si, não para as opiniões do outro. É priorizar a construção de um relacionamento saudável com a pessoa mais importante da sua vida: você.


Portanto, descubra hábitos de autocuidado que lhe dão prazer. Pode ser através da alimentação, da prática de um esporte, ioga, dança ou mesmo por meio de um ritual de beleza… o ideal é que você se coloque em primeiro plano!


Como funciona o fim de um relacionamento?


Quem nunca precisou lidar com o fim de um relacionamento? Por isso, é comum que muitas pessoas lidem com o término da seguinte forma: sair, ficar bêbado e esquecer de tudo por um momento. Contudo, tudo começa de novo.


Essa prática já se mostrou ineficiente. Afinal, o fim de um relacionamento se dá quando uma pessoa e seu parceiro precisam aceitar que não terão mais uma relação próxima e amorosa. Assim, encher a cara não fará com que você o esqueça adequadamente.


Sendo assim, é fundamental que você siga não somente as dicas mencionadas acima, como, também, faça terapia. Um profissional especializado poderá facilitar este processo, auxiliando a tratar traumas e a manter a sua sanidade mental.


E você? Tem alguma tática para superar o fim de um relacionamento? E não esqueça de registrar o seu comentário caso tenha gostado do post!


15 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo