Qual a importância do autocuidado?

Atualizado: 10 de jun. de 2021




Quem nunca deixou de cuidar de si mesmo para garantir a felicidade do outro? Na maioria das vezes, colocamos o nosso bem-estar em segundo plano para ajudar aqueles que amamos e que precisam de nós, seja filho, pai, mãe, irmão ou mesmo algum ente querido.


No entanto, é neste exato momento que erramos, afinal, esquecemos de cuidar de alguém muito importante: nós mesmos. Embora pareça egoísmo, praticar o autocuidado é fundamental para promover o próprio bem-estar e, consequentemente, a saúde.


A partir do momento que você enxerga a si próprio e nota que precisa cuidar do seu eu, passa a desenvolver uma relação de amor-próprio, o que contribui para seus relacionamentos interpessoais e, claro, para os aspectos que norteiam a sua vida.


Por isso, neste artigo você verá um guia completo sobre autocuidado, bem como sua importância para levarmos uma vida equilibrada e feliz. Trataremos dos seguintes temas a seguir:

  • O que é autocuidado?

  • Qual a importância do autocuidado?

  • Quais são os benefícios do autocuidado?

  • Como se preparar para o autocuidado?

  • Como praticar o autocuidado?

  • Por que é difícil colocar essas dicas em prática?

  • Quais são os tipos de autocuidado?

O que é autocuidado?


O termo ‘’autocuidado’’ refere-se ao conjunto de ações que cada indivíduo promove a fim de manter a própria saúde mental e emocional. Bom, pelo menos é o que diz o dicionário. Mas, se pararmos para analisar, é exatamente assim que funciona na prática.


O ato de cuidar de si mesmo faz parte de tudo aquilo que executamos para manter ou desenvolver a nossa própria qualidade de vida, como praticar exercícios físicos, ir ao salão de cabeleireiro, meditar, fazer compras, entre outras coisas.


No entanto, o termo fala muito, também, sobre praticar ações voltadas a si próprio com autonomia e responsabilidade. Isso significa que você pode, sim, separar um dia para fazer compras, desde que não se endivide por isso.


É importante mencionar que cuidar de si mesmo exige que você não olhe apenas para o corpo, como também para a mente. Assim, uma das maneiras de praticar o autocuidado é frequentar a terapia, fazer ioga, e por aí vai.


Qual a importância do autocuidado?


Você sabia que olhar para si pode contribuir para a melhora da autoestima? Sim, os termos caminham juntos! Não entendeu? Vamos explicar: a autoestima nada mais é que uma autoavaliação do seu eu mais íntimo, e isso refere-se aos aspectos físicos e mentais.


Uma vez que você faz uma análise profunda sobre suas principais qualidades e defeitos, consegue notar que nem tudo é tão ruim quanto parece. E aquilo que não considerar bom para si, poderá modificar através do autocuidado.


Portanto, a importância do cuidado consigo mesmo se dá pela forma que você olha para o seu eu mais profundo e, assim, identifica o que pode ser implementado para melhorar o seu bem-estar, sua qualidade de vida, o seu autoconhecimento e, claro, a sua autoestima.


Lembre-se que colocar-se em primeiro lugar não é egoísmo, mas sim reservar um momento para fazer algo que gosta. O egoísmo, por outro lado, é a atitude de uma pessoa colocar seus interesses e opiniões acima de tudo, sem olhar para aqueles que o amam.


Quais são os benefícios do autocuidado?


Apostar no cuidado consigo próprio é uma maneira inteligente e sábia de melhorar todos os aspectos da sua vida. Se você quiser saber o motivo, confira, a seguir, os 4 principais benefícios do cuidado consigo mesmo!


1. Incentiva o desenvolvimento da autoestima


Tudo bem que já falamos sobre isso anteriormente. Então, sem mais delongas, um dos principais benefícios do autocuidado é o desenvolvimento da autoestima e do amor-próprio. Afinal, ele faz com que você não tome decisões baseadas nas opiniões alheias.


2. Aumenta a confiança


Quando você passa a cuidar de si mesmo, automaticamente entende como lidar com suas emoções e passa a confiar mais em sua capacidade. Dessa forma, o que, antes, era compreendido como ‘’impossível’’, acaba se transformando em um conceito subjetivo.


3. Reduz os custos com saúde


Sempre que falamos sobre redução de custos imaginamos a economia de energia elétrica, água, passeios, entre outros pontos que fazem com que seja necessário utilizar nossas economias e recursos financeiros.


Porém, cuidar de si mesmo garante a diminuição de gastos com questões relacionadas à saúde, uma vez que você estará atento aos sinais que o corpo físico lhe envia. Assim, você fará de tudo para prevenir doenças e demais problemas similares.


4. Estimula uma melhor qualidade de vida


A qualidade de vida tem sido um assunto muito falado neste post. Isso porque o autocuidado atua justamente no que diz respeito a melhora da qualidade de vida de um indivíduo.


Além disso, o cuidado consigo mesmo permite que você passe a enxergar a vida não só como uma fase repleta de responsabilidades que precisam ser cumpridas em um determinado prazo.


Certamente você ainda sonha em conquistar uma carreira de sucesso, portanto, os prazos devem ser levados em consideração. O fato é que você passa a enxergá-los de uma forma mais leve, agradável e necessária para o seu desenvolvimento pessoal e profissional.


Nesse sentido, há outro elemento que você coloca acima de todas as suas obrigações: os seus sonhos e metas. Dito isto, analise até que ponto vale a pena abrir mão de algo por esse objetivo. Afinal, tudo gira em torno do seu bem-estar.


Como se preparar para o autocuidado?


Você deve estar se perguntando: mas é realmente necessário se preparar para cuidar de si mesmo? Bom, a resposta é, sim! Isso acontece justamente porque adotar hábitos que envolvem esse assunto exige uma mudança enorme de mentalidade.


O ideal é separar um tempo - independe de quanto - para pensar. Avalie como é a sua rotina e reflita sobre como você gostaria que ela fosse. Leve em consideração todos os pontos que te limitam a alcançar seus objetivos e estude como tem usado o seu tempo.


Será que realmente você consegue separar um espaço da sua semana para olhar para si e promover o seu bem-estar? Qual seria o tempo ideal? Quais mudanças precisam ser feitas para que esse momento aconteça?


O primeiro passo para que sua vida melhore é colocar em mente que ela precisa, de fato, ser melhorada. Portanto, reflita sobre isso!


Como praticar o autocuidado?


Bom, já falamos sobre o que é, qual a importância e quais são os benefícios do autocuidado. Mas, afinal de contas, como colocá-lo em prática? Antes, precisamos mencionar que essas ações variam de pessoa para pessoa.


Como citamos anteriormente, há indivíduos que encontram o bem-estar em um corte novo de cabelo ou mesmo em um dia recheado de compras no shopping. Por isso, é fundamental identificar atitudes que façam algum sentido para a sua vida.


Você pode fazer uma viagem sozinho, ler um livro, separar um dia para fazer o famoso ritual de beleza ou mesmo identificar o comportamento abusivo de uma pessoa. Assim, percebemos que as possibilidades são infinitas.


O importante é se permitir viver algo diferente e, principalmente, fazer coisas diferentes. Então, adote, de uma vez por todas, o seguinte mantra: ‘’Se faz bem pra mim, por que não ir em frente?


Para te auxiliar neste processo, separamos algumas dicas que podem fazer com que você encontre o caminho certo para praticar o autocuidado. Contudo, não esqueça de dar o seu toque pessoal em cada uma dessas ações, viu?


1. Faça exercícios físicos


Os benefícios da prática de exercícios físicos são comprovados em inúmeros estudos e pesquisas. Mas, antes de iniciar, é interessante realizar uma consulta com um especialista para saber como vai a sua saúde.


Nós sabemos que não é fácil começar uma rotina de exercícios físicos. Dito isto, se o que lhe falta é motivação, listamos alguns benefícios desta prática:

  • Melhora o funcionamento do organismo;

  • Regula o apetite e o sono;

  • Permite um maior controle da ansiedade;

  • Favorece o emagrecimento, caso esse seja seu objetivo.

Além disso, é importante ressaltar que para aqueles que sofrem com dores constantes nas costas e acabam perdendo movimentos corporais por conta disso, uma ótima dica é investir em aulas de pilates.


2. Saiba dizer não


E lá vamos nós voltar ao tópico do egoísmo novamente. Saber dizer não é uma das práticas mais poderosas do autocuidado. Respostas negativas valem para situações que não lhe fazem bem, para pessoas que não agregam e para ações que não dizem nada sobre você.


Assim como a maioria das situações presentes em nossa vida, no início será difícil e, até mesmo, dolorido. Saber dizer não está relacionado com a definição de prioridades e com a compreensão de que, de vez em quando, é preciso se colocar como preferência.


3. Tenha bons hábitos de higiene


Esse tema talvez soe engraçado para algumas pessoas. Mas, você sabia que além de manter a saúde em dia, adotar bons hábitos de higiene é uma maneira simples e prática de promover ações de autocuidado?


Em primeiro lugar, isso não significa que você deve tomar sete banhos por dia, escovar os dentes 30 vezes ou lavar as mãos toda vez que encontrar algo.


Cuidar de si mesmo, nesse sentido, quer dizer tomar um banho mais demorado, acompanhado de uma música calma e de um momento mais relaxante. Melhor ainda se você tiver a opção de aproveitar esse momento em uma banheira de espuma.


4. Tenha uma vida social


Com a pandemia gerada pelo coronavírus (Covid-19), as formas de relacionamento e interação social mudaram - e muito!. Afinal, para evitar o contágio do vírus, foi-se necessário adotar o isolamento social.


Dessa forma, até mesmo as coisas simples que fazíamos antes, como ir almoçar com a família ou sair com os colegas de trabalho, não podem mais ser feitas por conta da crise sanitária instaurada no mundo.


Para inibir a saudade e manter sua vida social ativa, opte por encontros virtuais. Beba um bom vinho, escolha uma música ambiente e converse com as pessoas que fazem parte do seu ciclo social.


Quando a pandemia estiver contida e, enfim, as pessoas poderem reconstruir seus laços, vá ao cinema, jante com seus amigos, marque encontros familiares e desfrute de tudo aquilo que o coronavírus impediu que você fizesse!


5. Comece a fazer terapia


Sempre falamos no blog sobre a importância da terapia para se ter uma vida mais equilibrada e saudável. Neste conteúdo relacionado ao autocuidado, não poderia ser diferente.


A terapia, de maneira geral, promove o autoconhecimento, facilita o desenvolvimento da inteligência emocional, ajuda a encontrar um propósito e alivia tensões provenientes de conflitos, além de proporcionar aprendizados sobre si mesmo para a vida toda.


Por que é difícil colocar essas dicas em prática?


É muito mais simples lidar com o fato de que estamos ocupados do que aceitar que precisamos parar e pensar com carinho em nós mesmos. Afinal, não é fácil refletir sobre a nossa rotina e entender que precisamos mesmo de um descanso.


Com isso, tentamos justificar a falta de cuidado de diversas formas, o que acaba sendo preocupante porque ao nos colocarmos de lado, estamos deixando os nossos sentimentos de lado e, em algum momento, isso pode gerar problemas como ansiedade e depressão.


Quais são os tipos de autocuidado?


O autocuidado pode ser dividido em quatro categorias: físico, emocional, social e espiritual. O primeiro está relacionado ao cuidado com o corpo, principalmente ao que diz respeito à prática de exercícios físicos e a ingestão de alimentos saudáveis.


O emocional significa estar conectado com suas emoções e ir em busca de autoconhecimento, preferencialmente com o acompanhamento profissional de um terapeuta ou psicólogo, para que você consiga lidar, de maneira saudável, com tudo o que passa dentro de si.


Por outro lado, o social se dá pela conexão que você constrói com as pessoas, afinal, é por meio da interação social que nos relacionamos e desenvolvemos momentos e experiências que compõem a nossa jornada.


Por fim, o autocuidado espiritual diz muito sobre a forma que você se conecta com sentimentos de paz, amor-próprio e propósitos de vida. Por isso, é importante criar uma rotina de meditação, oração, conexão com a natureza… enfim, com o que você acredita que lhe faça bem.


Agora que chegamos ao final deste guia, esperamos que você tenha entendido a importância de cuidar de si mesmo. E se você ainda quer saber as melhores práticas de autocuidado, aproveite a oportunidade e converse com um de nossos profissionais!


19 visualizações0 comentário